CONDOR

A história do Condor Super Center teve início em 13 de março de 1974. o jovem empreendedor Pedro Joanir Zonta adquiriu um pequeno mercado de 110 metros quadrados no bairro do Pinheirinho, em Curitiba. Assim, iniciou suas atividades com cinco funcionários e construiu um prédio com três pavimentos. subdividiu em subsolo, onde ficava o depósito; térreo, onde funcionava a loja; e 1.º andar, onde ficava seu apartamento, escritório e outro depósito para mercadorias leves.
A princípio, Joanir imaginava que com essa ampliação o problema de espaço seria resolvido. Mas com o aumento do faturamento e do número de clientes, essa loja também ficou pequena. Em 1977, comprou um terreno próximo, ainda no bairro Pinheirinho, e inaugurou uma nova loja, com 1.200 metros quadrados de área de vendas, 12 checkouts e 60 funcionários. Atualmente, neste endereço, está o centro administrativo do Condor e a loja Hiper Condor Pinheirinho.
Com o passar dos anos, os desafios só aumentavam. A ameaça de um concorrente forte instalar-se próximo ao seu empreendimento era uma preocupação. E, em 1998, com a venda da principal rede de supermercados do Paraná para um grupo estrangeiro, Zonta enxergou uma oportunidade para consolidar-se no mercado. Com a nova realidade, ele tinha dois caminhos: ceder ao assédio das redes estrangeiras e também vender a empresa ou aproveitar para conquistar os consumidores descontentes com a nova forma de operação.
A opção foi a de modernizar as lojas, informatizar a empresa e adotar práticas inovadoras de gestão e marketing, conquistando assim os “órfãos” daquela que tinha deixado de ser a rede dos paranaenses. A expansão da empresa de forma planejada, com recursos próprios e do BNDES, e o constante treinamento de seus colaboradores foram fundamentais para que isso acontecesse.
A partir do ano 2000, surgiu um novo modelo de lojas, o hipermercado. O primeiro lançado em Londrina, depois em São José dos Pinhais e Ponta Grossa, que tiveram suas lojas remodeladas ao novo formato, e em Curitiba, que ganhou seu primeiro Hipermercado Condor em 2002, na rua Nilo Peçanha.
Para Joanir Zonta, presidente da Rede Condor até hoje, um dos fatores que diferencia a empresa das demais, em um mercado onde todos apostam em preço baixo, qualidade e atendimento, é estar com o discurso alinhado à ação: “Um comportamento comum em vários segmentos é que muitos anunciam que têm o menor preço, a melhor qualidade e bom atendimento, mas o consumidor não encontra isso na prática. Tem que saber aliar preço e qualidade.”
Em 2016, a empresa abriu a primeira loja fora do Paraná, localizada em Joinville, Santa Catarina. O empreendimento, que gera 450 empregos diretos para a cidade, possui uma galeria de lojas, propiciando mais 200 empregos, e conta com 61 lojas de apoio e uma Praça de Alimentação com oito opções de estabelecimentos gastronômicos.
Esta foi a primeira das quatro lojas que a rede possui no estado: duas lojas em Joinville, uma em Mafra e a última loja inaugurada, no ano de 2019, na cidade de Jaraguá do Sul.
No ano de 2015, a rede ampliou o seu ramo de atuação e abriu o seu primeiro posto de gasolina, situado em Curitiba-PR. Atualmente, com 46 anos de história, a rede possui mais de 13 mil colaboradores e conta com 53 lojas, entre super e hipermercados, em 16 cidades do Paraná e 3 cidades de Santa Catarina, 16 postos de gasolina em 6 cidades do Paraná, além de um Centro de Distribuição com cerca de 70 mil metros quadrados.

< Voltar para Estande Empresarial