A Benção de Estar Vivo

17 de dezembro de 2018

O homem passa metade da vida gastando saúde para ganhar dinheiro e a outra metade gastando dinheiro para comprar saúde.

Podemos saber que estamos começando a segunda etapa, porque você também pode senti-la quando pára de criticar os mais velhos e começa a criticar os mais novos.

Mas, ao invés de se lamentar por estar envelhecendo e pelas dificuldades da vida, lembro do que um amigo meu diz brincando: por maior que seja o buraco em que você se encontra, pense que, por enquanto, ainda não há terra em cima.

Pois é, tudo é possível enquanto há vida. O importante é não desistir. A vida é uma aventura da qual jamais sairemos vivos. Por isso, detone. Como dizia Alfred Newman, viva cada dia de sua vida como se fosse o último, pois um dia desses vai ser mesmo.

O desafio da vida exige senso de humor para podermos encarar a realidade do jeito que ela realmente é e não como gostaríamos que ela fosse. É isso aí mesmo, não leve a vida tão a sério, brinque, ria de você mesmo, de teus erros. Não deixe que as tristezas do passado e as incertezas do futuro estraguem as alegrias do presente.

E nunca esqueça que o tempo é a moeda da sua vida. É a única que você tem e só você pode decidir como gastá-la.

Por Renato Follador,
Consultor em Previdência e Finanças

< Voltar